domingo, 16 de setembro de 2012

Frases Góticas
















To me sentindo perdida
já não tenho mais forças
para seguir meu caminho
caindo aos pedaços
consegui chegar até aqui
Mas não conseguirei
seguir meu caminho
chegou a minha hora
chegou o momento mais
esperado pelo ceifador
venha me leve contigo
e me liberte.























Sinto almas ao meu redor
eles vivem me espiando
me seguindo
me perturbando
me enlouquecendo 
mas talvez seja as unicas criaturas que sao capazes de me libertar.






Quero sair desse inferno de qual minha vida se tornou...
Quero fugir desse monstro em qual minha dor está se tornando...
Quero chorar mas não tenho forças...
Quero sorrir mas não tenho motivos...
Quero me libertar de algo que nem sei realmente o que é...
Talvez seja você.







Quanto significado podem ter as lágrimas?
Independente de quem as derrame,
Elas são lindas,
Correm como cristais pela face.

Às vezes transmitem dor...
Às vezes expressam alegria...
Mas independente do motivo,
São lindas!

Quanto sentimento pode ter uma lagrima?
Quando derramada com sinceridade...
Mas confesso que na dor,
Mais intensidade ela tem.

Torna-se mais linda,
Brilha mais,
Como uma pérola
Em todo o seu esplendor.

Quanto significado pode ter uma lagrima?








De tão intensos, às vezes podem doer...
A manifestação dos sentimentos,
Algo difícil de conter...
Sorrisos, lágrimas, tudo! Tem algo a dizer.


A manifestação dos sentimentos...
Não podemos conter.
Uma expressão triste, a cabeça baixa...
Miríade de sentimenos a não se deter.

Motivos?
Causas?
Milhares podem ser...
Para a manifestação dos sentimentos...
Não conter.

Em meio à dor do meu coração,
Sou feliz...
Pois meus sentimentos,
Prefiro não esconder.
















Sou esquecido
Reconheço minha parcela de culpa
Quem não se adapta a esse tempo,
É esquecido e não pode reclamar

Recuso-me a curvar os joelhos
A aceitar imposições
Determinações
Verdades absolutas

Eu me recuso!
Portanto, pago um alto preço
O esquecimento me é relegado
Sou esquecido








Nasci em uma época a qual não pertenço
O relativismo moral não me seduz
Os modernismos não me encantam
Tenho qualidades que não são vistas

Talvez um dia eu seja notado
Talvez um dia seja visto
Mas queria que notassem a mim!
Não a uma suposta posição social

Queria que vissem o interior
A minha alma
Acho que peço demais
A posição social sempre estará à frente

Não vou mudar
Continuarei a ser quem eu sou
Até lá pago o preço...
Permaneço no limbo





Esquecido
















- Sabia que existem almas penadas nesta casa vagando e assustando visitantes? – disse a pequena Fabiana com uma voz maliciosa sabendo que assustaria o irmão mais novo deitado na outra cama de solteiro paralela à sua. Era uma menina muito sapeca e brincalhona para os seus 11 anos. Estava sempre aprontando.

- Sua mentirosa! Cala a boca! – rebateu Marquinhos violentamente – Não existe isso de fantas
mas! – embora tentasse esboçar certeza estava com muito medo, algo natural para um garoto de nove anos.

Ele, a irmã com quem sempre se desentendia, a mãe e o pai passariam a noite na velha casa da tia-avó antes de seguirem viajem pela manhã. Era um casarão muito antigo, por onde já havia passado muita gente. Pela manhã tinha um aspecto acolhedor, mas à noite ganhava outra dimensão, com sons estranhos e a impressão de olhos espreitando por todas as partes.

- Existem sim! – declarou Fabiana percebendo o medo na voz do irmão mais novo de quem gostava de caçoar – Dizem que essa casa é repleta de f
antasmas, um dos empregados me contou durante o dia, alguns gostam de crianças como nós, estamos perdidos – falou quase soltando uma gargalhada ao imaginar o medo do irmão.

O ambiente não estava de todo escuro, era possível perceber o vulto dos móveis no quarto. Ela não o via bem, mas sabia que ele estava tremendo entre os lençóis brancos.

- Eu já disse que fantasmas não existem! – falou o Marquinhos revoltado.

- Existem e vão pegar primeiro você que é um medroso! Se fantasmas não existem por que você é tão medroso?


- Não sou!

- É sim e vai se urinar nas calças quando a alma aparecer para te levar embora!

- Se você não parar eu vou falar pra mãe – disse suficientemente alto para ser ouvido por toda a casa.

Como dormiriam em um cômodo ao lado do quarto onde estavam hospedados o pai e a mãe, e a parede não chegava ao teto, era possível ouvir o que se passava no ambiente vizinho.

- Parem com isso ou vou aí dá umas chineladas nos dois! – gritou a senhora do outro lado – Vão dormir!

- Tá mãe – disseram ao mesmo tempo.

- Seu besta, eu só estava brincando – falou Fabiana – Fantasmas não existem!



- Foi o que eu disse fantasmas não existem!

E viraram as costas um para o outro.

Balançando a cabeça afirmativamente da entrada da porta entreaberta do aposento uma figura branca observava com interesse as duas crianças. Seus grandes olhos pareciam querer pular das orbitas de uma face enrugada e muito branca, com longos cabelos grisalhos descendo até a cintura. Envolta em um vestido branco e amassado. Esboçava um sorriso desdentado e amarelo enquanto se espreitava silenciosamente para o interior do quarto. 



 



"Nada melhor que a escuridão para iluminar aqueles que perderam a própria morte."




Hoje após um longo sono acordei e vi que meu mundo se escureceu, todas luzes foram apagadas, mas uma chama foi acesa e seu calor esquentou as almas sombrias. Todos estão livres agora, todos estão mortos...

Me perdi no tempo e no espaço, não sei mais quem sou e nem para onde irei, estou sozinha e não há nenhum Deus comigo.

Sou apenas uma criança perdida na escuridão, sou o anjo caído que mostrará
 a você o caminho para sua libertação!





Hoje sou apenas uma pessoa sem rumo e inconsciente que esta perdida entre os mundos e que só deseja se libertar de um demônio. Dizem que se ao menos eu tentasse talvez conseguiria me libertar, mas mesmo procurando luz me perderei entre as sombras, pois não tem como se escapar de algo que faz parte de você e que te domina.

































Meu Castelo Arruinado



Em meu castelo arruinado
Sozinha vivo perpetuamente.


Habito n'um mundo silencioso
A solidão me espreita;
Em passos lentos vou traçando
um caminho sem volta.


Todos se foram!


Em minha volta construi
Uma muralha. Estou só!
Os verdes lírios murcharam
Vou colhendo os abrolhos


Em meu castelo arruinado
Sozinha vivo perpetuamente.


A minha dor não fala
Ninguém a ver dentro de mim.
As lágrimas regam minh'alma
Cultivando essa minha dor.


Já não há mais dia


O sol e o alvorecer pereceram.
As sombras entraram, então
Em meu castelo arruinado
Sozinha vivo perpetuamente.




Tenho sede de abraços
calados... reprimidos...
Sentidos aguçados...
Transformo amor em pecado.
Mas não faço nada fingindo!

Beija-flores, de flor em flor...
Sou todas elas!... Sou toda deles!
Sou bebida infernal
Na taça dos deuses...

Sou animal indomável,
criatura marrenta...
A que está no Calvário,
Por ser abominável,
Lasciva e obscena...
Vivo o momento e o agora
É assim que se vive!
Não nasci para gaiolas...
Sou um pássaro livre
Posso ser santa, ser vulgar...
A que mereces ao teu lado!
Pra dominar... pro que quiser:
Amor; Prazer; Pecado...
Mensageira do Diabo: Eu me chamo Mulher!




Perdida neste meu mundo escasso
Uma lágrima perde-se na escuridão.
Um conflito de personificação
Ato de destreza do acaso.




Um naufrágio de ilusões tão reais
Infindável aptidão ao desconhecido
Ânsia insaciável, sede de infinito
Desejos inebriantes... Incontroláveis!




Amo a infinidade dos meus sonhos não vividos
Sonhos que levarei comigo.
Densos surtos metafísicos
Nebulosos... Esquisitos...




Capciosa utopia funesta
Tatuei na alma tudo que sinto
Razões Arguciosas, frenética...
De mergulhar-me no eterno recinto.




Ser a canção das almas esquecidas
De melodia lasciva e insolente
A poesia gótica e demente
Recitada por uma poetisa maldita.




Mais um anjo caiu: a Escolhida
Que a morte estendeu-lhe a mão
Para dançar, enfim, a última canção
Que todos hão de dançar um dia.




3 comentários:

  1. Gostei daqui!! Meu segundo lar é aqui neste blog, rsrsrs...
    Parabéns pelo trabalho e que aqui seja o refúgio para aqueles sem
    direção!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns! Adorei todas as postagens, e que os seres continuem ajudando-lhe e dando-lhe mais e mais idéias.

    ResponderExcluir